Pioneer A DuPont Business
Portugal | Select Your Location >

 

 

Fórums Pioneer 2017

 

II Fórum Pioneer de Milho do Centro e Sul

Procedentes das principais zonas produtoras de milho de Portugal, hoje reuniram-se no CNEMA, em Santarém, mais de 800 profissionais da cultura do milho para assistir ao II Fórum que a DuPont Pioneer dedicou aquele que é um dos principais cultivos em Portugal, e especialmente no Centro e Sul. A jornada, que teve como lema “Pensando a na agricultura do futuro”, desenvolveu-se ao redor de dois eixos principais: melhoria genética e protecção de plantas, e agricultura de precisão, respectivamente temas capitais na agricultura actual e dos próximos anos, sobre os quais interviram distintos palestrantes procedentes tanto do mundo universitário, como da empresa, moderados pelo doutorados Bemvindo Maçãs, do INIAV, e Ricardo Braga, da Universidade de Lisboa. A jornada organizada pela Pioneer, contou com a colaboração de outras empresas do sector como a Hidrosoph, Forte, Tecniferti, Lagoalva e Deutsche Leasing.

 

     

 

Fórum Pioneer em Vila do Conde

Com a presença de mais de 300 agricultores do Norte, celebrou-se em Vila do Conde o Fórum Pioneer Portugal deste ano, numa parcela de 10 ha. Contou com 3 pontos de informação: um dedicado a novos híbridos de milho, incluindo o seguimento da cultura por satélite, outro dedicado à nutrição animal e finalmente o terceiro dedicado ao desenvolvimento radicular e densidade de sementeira. Os profissionais assistentes tiveram oportunidade de conhecer 19 híbridos de milho, bem como outras culturas alternativas adequadas à região (luzerna, sorgo e girassol), e detiveram-se especialmente nas variedades P1535 (ciclo 600), P1063 (ciclo 500) e P9911 (ciclo 300).

 

     

 

 

Pioneer na AgroGlobal 2016

 

*Imagem do recinto da AgroGlobal obtida desde o espaço a 7 de Setembro de 2016 pelo satélite (Sentinel 2º, a 780 km do evento). Fonte SPIDERwebGIS®, AgriSat Iberia. Fotografias do mesmo dia, tiradas a 40 metros de altura a partir de plataforma elevatória, excepto fotografia do ensaio obtida junto à parcela.

 

Pioneer na AgroGlobal

 

A Pioneer participou activamente na Agroglobal, edição 2016,  com um dos stands mais visitados  e a organização de um Colóquio sobre  Agricultura de Precisão que contou com a participação de mais de 150 profissionais do sector agrícola. A Pioneer contribuiu assim para que a visita à Agroglobal se tornasse numa experiência gratificante para todos os participantes. A equipa da Pioneer Portugal acolheu todos os visitantes de forma profissional, apresentando-lhes as suas diferentes soluções genéticas pelos diferentes mostruários com maçarocas de diferentes variedades expostas no stand ou pelos ensaios de valor agronómico instalados no recinto da Feira, num percurso simpaticamente percorrido com carros de golf. Os visitantes puderam igualmente ver a Feira em toda a sua extensão a partir de uma plataforma içada a mais de 40 m, sendo possível a partir daí observar as diferentes máquinas presentes em acções de mobilização de solo, colheita de grão e silagem, pulverização, etc.. Parte destas actividades e tudo o que havia exposto no recinto da Agroglobal,  puderam ser vistas igualmente do espaço, a mais de 700 km, como o demonstram as imagens do Sentinel de 7 Setembro 2016 (veja-se a imagem no inicio desta nota sobre o evento). Mais uma vez, a Pioneer provou ser um grande aliado do agricultor, assegurando sementes de alta qualidade e o suporte técnico para aumentar a produtividade e a rentabilidade nas Explorações.

 

     

 

Resumo do Colóquio “Agricultura de Precisão, um Imperativo” organizado pela DuPont Pioneer 

(7 de Setembro de 2016).

 

O colóquio “Agricultura de Precisão, um Imperativo”, organizado pela DuPont Pioneer com o apoio da Caixa Geral de Depósitos, Forte e Tecniferti, foi moderado por Teresa Silveira, jornalista do jornal “Vida Económica” e editora do suplemento "AgroVida".

Dos quatro oradores presentes, coube ao Professor Ricardo Braga iniciar o colóquio com uma magnífica lição sobre o princípio das tecnologias da Agricultura de Precisão, o seu desenvolvimento e a actualidade. A Agricultura de Precisão surge como uma ferramenta fundamental para a eco-intensificação da produção agrícola, procurando aumentar o rendimento agrícola e ao mesmo tempo reduzir o seu impacto ambiental. Num futuro próximo, a Agricultura de Precisão permitirá optimizar a aplicação dos inputs agrícolas, proporcionando um aumento dos lucros em cerca de 20%. A Agricultura de Precisão implica a utilização dum conjunto de tecnologias que podem incorporar-se duma forma gradual (não é necessário, nem conveniente em determinadas ocasiões, a adopção de todo o conjunto), segundo as características e as necessidades do sistema de produção.

 

Francisco Morell abordou em concreto o uso das imagens de satélite no acompanhamento das culturas e o seu uso na localização dos fertilizantes e dos produtos fitossanitários no terreno, apoiado em experiências já efectuadas em França e na Roménia que comprovaram a capacidade de reduzir custos e aumentar o lucro. Neste contexto, a equipa técnica da Pioneer incorporou o uso de imagens de satélites (sistema SPIDERwebGIS) como ferramentas para a monitorização de culturas e assessoria agronómica. Durante as visitas de campo, os técnicos da Pioneer visualizam e interpretam as imagens de satélite antigas e recentes. Desta forma, avaliam a evolução da cultura na totalidade da parcela, detectando zonas de especial interesse e monitorizando a uniformidade em momentos cruciais (implantação da cultura e colheita). No presente está-se a trabalhar com o objectivo da utilização de toda esta informação numa perspectiva quantitativa na condução da cultura (localização e aplicação diferenciada de fertilizantes e tratamentos fitossanitários, recomendação e ajuste de regas, etc...).

Com uma mensagem muito clara, o Professor José Rafael Marques da Silva abordou o conjunto das fontes de informação disponíveis na actualidade para melhorar a rentabilidade na produção agrícola e gerir os riscos operacionais e de mercado. Actualmente pode-se obter de forma económica informação sobre mapas de solo e de rendimento, imagens de satélite ou imagens de drones. Esta informação pode utilizar-se para ajustar determinadas práticas à variabilidade espacial e determinar o momento óptimo de aplicação. A gestão de informação intensiva oferece a possibilidade de integrar todas estas fontes, de forma a maximizar o retorno do investimento e de reduzir os riscos associados.

João Coimbra, agricultor e director da ANPROMIS, apresentou de forma muito convincente o plano de melhoria da eficiência da exploração familiar que gere. Mostrou como a incorporação de determinadas tecnologias e a gestão da cultura mediante técnicas de Agricultura de Precisão permitiram melhorar o rendimento, reduzir custos e de incrementar a sustentabilidade da actividade. Por exemplo, como a autocondução das máquinas permitiu completar a informação do histórico das intervenções, evitar erros humanos e a realização de trabalhos nocturnos, com uma redução do custo energético nalgumas operações. Com uma notável clareza, João Coimbra avaliou os custos e os benefícios que derivam da adopção da Agricultura de Precisão: um balanço positivo!

No final das intervenções, moderado por Teresa Silveira, houve um interessante debate com o público assistente, que ultrapassou largamente a capacidade do Auditório “Companhia das Lezírias”, tal o interesse que este Colóquio despertou em todos os estudiosos e profissionais da actividade agrícola e em particular da “Agricultura de Precisão”.

Para finalizar a actividade, depois do almoço convívio com a maioria dos participantes presentes no colóquio que se distribuíram pelos stands da CGD, Pioneer e Tecniferti, houve uma demonstração em campo de duas máquinas de aplicação diferenciada de fertilizantes líquidos e sólidos da responsabilidade da Tecniferti e Forte respectivamente e que muito interesse despertaram junto dos profissionais presentes.

 

 

 

Fórums Pioneer 2015

 

Forum de milho em Gondifelos (Porto)

Mais de 600 agricultores reuniram-se em Gondifelos (Famalicão), no final de Agosto, respondendo ao convite da Pioneer. Um grandioso Fórum em que os assistentes conheceram não só as últimas novidades do líder mundial em sementes, mas também tiveram a oportunidade de aprender como se desenvolve um novo híbrido de milho, quais são as mais recentes técnicas usadas pelos investigadores da Pioneer em todo o mundo, e adquiriram mais conhecimentos sobre a “Tecnologia da Fibra”, desenvolvida pelos nossos investigadores para retirar o máximo rendimento da silagem de milho.

Consulte e descarregue este artigo no seguinte link: 

 

     

 

Fórum de milho en Santarém

No passado dia 4 de Novembro, teve lugar em Santarém o Primeiro Fórum Pioneer “ in door”. As instalações do CNEMA acolheram mais de 700 agricultores das principais regiões produtoras de milho grão do Centro e Sul de Portugal, numa jornada focada na apresentação das principais inovações disponíveis no mercado para as principais culturas, com o devido destaque para o milho. Junto com a DuPont Pioneer, participaram no evento, a Irricampo, a Bayer e a Hidrosoph além da Agripóvoa de Santarém.

Consulte e descarregue este artigo no seguinte link: 

 

     
EB1F051C-D616-AFAB-15AA-BB2D9C98F151